sexta-feira, fevereiro 22, 2013

Corinthians é punido e jogará sem torcida na Libertadores




A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) anunciou nesta quinta-feira que, como "medida cautelar" por conta da morte de um jovem de 14 anos durante partida na Bolívia, o Corinthians não poderá mais receber torcida em seus jogos na Copa Libertadores até que uma decisão final sobre o caso seja tomada, ou por um prazo de 60 dias.


A tragédia aconteceu na partida de estreia do atual campeão, no empate por 1 a 1 contra o San José, quando um torcedor foi atingido no rosto por um sinalizador disparado por corintianos. "As partidas do Corinthians como mandante serão disputadas de portões fechados. Nos jogos que o clube disputará como visitante, seus torcedores não terão acesso a ingressos", declarou nesta quinta-feira o porta-voz da Conmebol, Nestor Benítez.

Pelo regulamento da entidade, a atitude de torcedores do Corinthians poderia causar até mesmo a exclusão do atual campeão continental. Doze corintianos seguem detidos em Oruro, local da partida. O grupo foi indicado por homicídio - dois deles como autores, os outros dez como cúmplices. O consulado brasileiro na Bolívia está cuidando da situação dos acusados.
Kevin Douglas Beltran Espada, 14 anos, morreu no estádio depois de ser atingido no rosto por um sinalizador disparado por torcedores do Corinthians. Imagens de emissora de TV boliviana confirmam que o artefato foi disparado do setor de torcida visitante. Na estreia, o Corinthians empatou por 1 a 1 contra o San José.


Nesta quinta-feira, o presidente do clube paulista, Mário Gobbi, concedeu entrevista na qual manifestou apoio às investigações e à família de Kevin Espada. O dirigente decretou luto oficial de sete dias. No entanto, se mostrou contrário à punição ao Corinthians e apontou falta de segurança do Estadio José Bermúdez.



Nesse caso o técnico Tite e os jogadores ficaram solidários com a família do garoto, isso é um ponto positivo, já o presidente do Corinthians não vergonha de tentar amenizar essa situação. 


Chega de violência no futebol!

Em Goiânia foi proibida por tempo indeterminado as torcidas organizadas. Esse é o primeiro passo para acabar com a violência no futebol. Na última terça-feira o juiz Eduardo Tavares dos Reis determinou a suspensão dos grupos.

Fonte: Terra esportes e Globo Esporte Goiás.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui! Sua opinião é muito importante para que possamos fazer um trabalho cada vez melhor! Apenas use o bom senso e não deixe mensagens ofensivas!