quarta-feira, outubro 15, 2014

Como é feita a cerveja?





Com a fermentação da mistura de malte, lúpulo e água. Esses são os ingredientes básicos descritos na Reinheitsgebot, a Lei de Pureza da Cerveja, um decreto alimentar criado em 1516 pelo duque da Baviera (um estado alemão) e seguido à risca até hoje por muitas fábricas, principalmente da Alemanha e da Bélgica. Geralmente, a cerveja é produzida de malte feito de cevada. Mas algumas receitas permitem o uso de outros cereais, como trigo e arroz, e podem incluir diferentes ingredientes para reproduzir sabores como café, mel, rapadura, limão e outros. Embora a cerveja não tenha uma origem definida, ela é certamente uma das bebidas mais antigas da humanidade, com registros desde 4 mil a.C.


-Papo de buteco: Em 1954, saiu o primeiro Guinness Book, o livro dos recordes, encomendado pelo gerente da cervejaria Guinness para matar uma curiosidade.


FÁBRICA DE LOIRAS

Processo de fabricação é o mesmo para todos os tipos da gelada e pode ser reproduzido em casa


1) A produção industrial começa com amaltagem, um processo de cerca de oito dias para obter o malte, que é a base da cerveja. Grãos de cereais como a cevada e o trigo são colocados em um tanque, onde são umedecidos e germinam. Depois, são torrados para que o amido presente no grão se transforme em açúcar



2) O malte é moído e adicionado à água quente para preparar o mosto, um chá grosso e doce, etapa chamada de brassagem. Após cozinhar por cinco horas, o mosto vai a outro tanque, onde recebe os demais ingredientes da cerveja. O principal é o lúpulo, planta que dá o sabor amargo e atua como conservante natural



- A maior parte do malte usado no Brasil é importada de países com clima frio, como a Alemanha, onde a cevada se desenvolve melhor





3) No terceiro tanque chega o fermento, que transforma o açúcar em álcool. Nas cervejas de baixa fermentação, a ação rola na parte de baixo do tanque, em temperaturas de até 12 oC. Nas de alta fermentação, o processo é na superfície, entre 15 e 24 oC. Tudo isso leva cerca de cinco dias


4) Após a fermentação, a cerveja é resfriada a 0 oC e entra na fase de maturação, quando o líquido descansa. Sabor, corpo e aroma são definidos. O processo dura em média 21 dias, mas varia bastante de acordo com o tipo de fermento usado e do toque pessoal do mestre cervejeiro


5) Após o tempo de maturação, a cerveja já pode ser bebida. Mas o líquido ainda tem partículas sólidas, que são eliminadas na filtragem. Isso não altera o sabor – só deixa a bebida mais límpida e brilhante. Algumas cervejas, como as de trigo, não passam por esse filtro



6) No envase, a cerveja vai para garrafas, latas ou barris. O vidro e a cor âmbar da garrafa são aspectos importantes para que a bebida não estrague antes do prazo, pois a luz provoca reações químicas que deixam o líquido com sabor ruim. As latinhas recebem a mesma bebida que vai para as garrafas. Até aqui, chope e cerveja são a mesma coisa


7) A cerveja é aquecida a 60 oC e rapidamente resfriada até a temperatura ambiente, o que é chamado de pasteurização. Isso estende o prazo de validade das cervejas para seis meses (para as do tipo pilsener). O chope não é pasteurizado e tem prazo bem menor: no máximo 15 dias com o barril fechado


-A fabricação caseira usa os mesmos ingredientes industriais: água, malte, lúpulo e fermento. Há cursos para aprender a fazer



FAÇA SEU PEDIDO





Conheça os principais tipos de cerveja

Lager

São cervejas com baixa fermentação e graduação alcoólica, entre 4 e 5%. A cerveja pilsener é uma das variações mais conhecidas da lager, principalmente no Brasil, onde 99% das vendas são desse tipo. Seu nome vem da região de Pilsen, na República Tcheca

Ale

Até o século 19, as cervejas de alta fermentação, conhecidas hoje como ale, eram as únicas que existiam. Esse tipo de cerveja tem um sabor mais acentuado, com líquido mais encorpado e doce. É um tipo muito apreciado na Irlanda, Bélgica e Alemanha

Lambic

É́ um tipo de cerveja raro, feito de trigo e que não leva levedura no mosto. Ele tem uma fermentação espontânea, realizada por agentes naturais encontrados no ar e no ambiente da cervejaria, típicos da região onde a cerveja é produzida, em Bruxelas, na Bélgica

Sem álcool

No Brasil, a cerveja sem álcool é feita basicamente pela interrupção da fermentação. Há outros processos, como filtros especiais e mudanças na temperatura e pressão da fabricação, mas sempre resta um pouco. Por lei, elas podem ter até 0,5% de álcool.

-Dependendo do volume ingerido, a cerveja sem álcool pode até ser detectada no bafômetro. 



10 benefícios da cerveja













Fonte: Mundo Estranho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui! Sua opinião é muito importante para que possamos fazer um trabalho cada vez melhor! Apenas use o bom senso e não deixe mensagens ofensivas!