segunda-feira, dezembro 01, 2014

SBT vai exibir episódios 'perdidos' de Chaves





O SBT exibirá, a partir desta segunda-feira (1º), às 18h15, um novo pacote de episódios "perdidos" de Chaves. O anúncio foi feito pelo diretor de programação da emissora, Murilo Fraga, no Twitter, após a notícia da morte de Roberto Gómez Bolaños, criador da série mexicana, na última sexta-feira (28), aos 85 anos. Atualmente, o SBT exibe 220 episódios de Chaves, mas mantêm engavetados, pelo menos, cerca de 40.



Nas redes sociais, fãs de Chaves acusaram a emissora de oportunismo. "O SBT maltrata demais os fãs de Chespirito. Esperar morrer para lançar episódios perdidos é um marketing muito sujo", reclamou Victor Senna no Twitter. "Sério que o SBT esperou o Chaves morrer para poder liberar um novo lote de episódios perdidos de Chaves?, questionou Thiago Faria.



A expressão "episódios perdidos", difundida pelos fãs, se refere a capítulos de Chaves já exibidos pelo SBT nos anos 1980, mas que foram engavetados pela emissora. Desde 2011, o SBT relançou nove episódios "perdidos" e 59 "semelhantes" (com histórias parecidas às exibidas regularmente). Todo o material foi gravado no México entre 1972 e 1979.


Em janeiro de 2014, o SBT estreou 14 histórias inéditas, também produzidas na década de 1970, com nova dublagem. O trabalho, entretanto, desagradou aos fãs, que estranharam as novas vozes. O dublador de Chaves, Marcelo Gastaldi, morreu em 1995. Carlos Seidl e Nelson Machado (Seu Madruga e Quico, respectivamente) discordaram do acordo proposto pela emissora e recusaram dublar o enlatado novamente.


Pela má repercussão dos episódios inéditos, o SBT decidiu guardar 39 episódios inéditos ainda sem dublagem. Outros sete capítulos exibidos nos anos 1980 se deterioraram com o tempo e continuam engavetados. Entretanto, o acervo do SBT pode conter mais raridades. Estima-se que foram gravadas mais de 500 histórias, entre 1971 e 1992.


Com Chapolin, outra criação famosa de Bolaños, o mistério é maior. Segundo estimativas do Fã-Clube Chespirito Brasil, o SBT guarda mais de 50 episódios do super-herói atrapalhado. Fora do ar desde março de 2013, voltou ao ar excepcionalmente no último sábado (29), dentro da maratona especial em homenagem ao comediante mexicano, mas segue sem espaço fixo na programação da emissora.



Em agosto, o SBT transmitiu Chapolin na internet, no mesmo horário da propaganda política, incluindo alguns episódios perdidos e inéditos com péssima qualidade de som e imagem. A experiência durou dois meses, durante o horário eleitoral.




Morte

Roberto Gómez Bolaños morreu na última sexta-feira (28), aos 85 anos, após sofrer uma parada cardíaca em Cancún, cidade litorânea do México. O comediante tinha problemas respiratórios e de locomoção e vivia com a mulher, Florinda Meza, a Dona Florinda de Chaves.

O corpo de Bolaños foi velado noite de sábado (29), na sede da rede mexicana Televisa, apenas para familiares e ex-colegas. Ex-desafeto, Carlos Villagrán, o Quico, compareceu à homenagem e abraçou Florinda Meza após 35 anos afastados. Na tarde deste domingo (30), um megavelório foi realizado no estádio Azteca, com capacidade para 100 mil pessoas.

O criador de Chaves será enterrado na tarde desta segunda, no cemitério Panteón Francés, na Cidade do México, onde estão sepultados os pais dele.











Fonte: Noticias da TV UOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui! Sua opinião é muito importante para que possamos fazer um trabalho cada vez melhor! Apenas use o bom senso e não deixe mensagens ofensivas!