sexta-feira, janeiro 02, 2015

Fifa 15 ou PES 2015: qual é o melhor




Os dois são ótimos jogos de futebol, mas tem um que se encaixa no que você procura.

A briga entre Fifa e PES é eterna. Ok, isso é um pouco exagerado, mas a alguns anos as duas marcas vêm disputando a preferência dos fãs brasileiros, que ora pendem para um lado, ora pendem para o outro — embora ambos tenham seguidores fanáticos que nem suportam olhar para o concorrente. Mas aqui a gente não tem clubismo não, é honestidade pura. Analisamos os dois jogos com o que eles têm de melhor a oferecer. Cabe a você decidir qual levar.



Para começar, dá para dizer que Fifa 15 e PES 15 tem praticamente os mesmos modos de jogo. Tem as competições de grupo e mata-mata e as ligas têm o modo carreira individual e também aquele em que você monta o “time dos sonhos”.

As diferenças começam em quais competições e clubes cada um oferece. No Fifa 15, tudo é oficial: as bolas, as placas de publicidade, os juízes. Tem todas as grandes seleções à disposição do jogador, as principais ligas europeias e asiáticas, a MLS e clubes sul-americanos. Menos os brasileiros — e é aí que vamos para o PES 2015. O trunfo do PES são as competições continentais: o game tem exclusividade da Copa Libertadores e da Liga dos Campeões da UEFA , além de Corinthians, Palmeiras, São Paulo, Cruzeiro, Grêmio, Flamengo e todos os times que disputaram a Série A do Brasileirão em 2014, sem contar os clubes que jogaram outras competições. Fica elas por elas.



Mas vamos falar de outros fatores. Fifa 15 é extremamente detalhado. Muita coisa legal acontece: o atacante escorrega ao bater o pênalti no gramado molhado, os adversários devolvem a bola no maior fair play, os atletas podem se contundir sozinhos ao puxarem um contra-ataque, os jogadores devolvem a bola aos gandulas quando duas delas acabam dentro do campo, os jogadores se estranham quando há uma falta muito dura… Mas o mais legal de tudo é o modo como o jogo reage inteligentemente ao que está acontecendo. Por exemplo: se um time está vencendo por um a zero e o adversário ganha um escanteio aos 45 do segundo tempo, o goleiro vai para a área no último lance para tentar empatar.



PES 2015 também tem seus méritos. Se corre muito, um jogador acaba ficando cansado e rende menos que o normal, e também dá para se jogar e tentar cavar faltas ou pênaltis, o que normalmente acaba com um cartão amarelo para quem tentou ludibriar o árbitro. O gramado pode ser médio, curto ou longo, e isso afeta a velocidade da bola. Ou seja, também é extremamente polido.
Dentro de campo, Fifa se propõe a ser um futebol mais próximo da realidade. É bem mais rápido e fluído, e os dribles são executados com mais facilidade, mas a movimentação dos jogadores parece robótica e artificial. Ainda assim, tem muitos recursos que os atletas podem utilizar, além das funções de estratégia — linha de impedimento e outros posicionamentos.



Do outro lado, PES é mais cadenciado e, embora também disponha de várias opções, é mais “simples” de ser jogado. Se souber apenas passes e chutes simples, dá para se divertir e muito, mas claro que todos os outros elementos dão um toque a mais para quem quer jogar aquele futebol moleque. Além disso, toques e finalizações são mais precisos, embora quem joga deva ser muito habilidoso para conseguir executar as fintas direitinho.


Aí tem aqueles diferenciais de sempre. A dupla de vozes do Fifa é Thiago Leifert e Caio Ribeiro. O apresentador se sai bem na cabine de transmissão, mesmo nunca tendo atuado como narrador de verdade, com colocações sempre condizentes com o que acontece dentro de campo. Pelo quinto ano consecutivo, Silvio Luiz e Mauro Beting fazem dupla no PES, e novamente de forma memorável — a irreverência do primeiro equilibra perfeitamente com o humor e a sobriedade do segundo. Isso sem falar nos bordões de sempre: “Olho no lance… ééééééé do Barcelona!”.



“Tá, chega de papo, qual é o melhor?”. Não vamos eleger o melhor.

O veredicto é que dá para se divertir e muito com qualquer um dos dois, mas é totalmente perceptível que são jogos que atendem aos mesmo tipos de demandas, mas que devem ser jogados por perfis diferentes. Por isso, organizamos esse guia aqui para facilitar a sua e a nossa vida:

Vá de Fifa 15 se você:

  * é daqueles que gosta do futebol nos seus mínimos detalhes
  * vai passar horas e mais horas montando seu time e bolando sua estratégia
   * dá preferência aos clubes europeus
    *quer um game mais competitivo, em que é preciso treinar muito para ficar bom
    *faz questão de que uniformes, bolas, ligas e todo o resto sejam oficiais



Mas O PES 2015 será uma melhor pedida se você:

    *quer a bola rolando para se divertir, não para ficar pensando em formações e jogadas
    *pensa em chamar a moçada para bater um futebol sem compromisso em casa
    *quer jogar com o seu clube do coração e reviver clássicos nacionais
    *prefere um game mais fácil de jogar, que exige menos, mas ainda assim permite que você mostre suas habilidades
    *sonha em jogar Libertadores, Liga dos Campeões e outros campeonatos do tipo



Vamos lembrar: isso não é um ultimato. Os dois jogos atendem muito bem a ambas as necessidades, mas essas são nossas sugestões caso você se identifique mais ou menos com cada um desses perfis. Ah é, os dois estão disponíveis para PC, Xbox One, Xbox 360, PS4 e PS3. Aproveita que o ano está começando e curte um futebol em casa enquanto os campeonatos estaduais não começam!






















Fonte: VIP

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui! Sua opinião é muito importante para que possamos fazer um trabalho cada vez melhor! Apenas use o bom senso e não deixe mensagens ofensivas!